quinta-feira, 30 de junho de 2011

Vida em movimento

" tenho um receio quase prazeroso que um furacão permaneça dentro de mim. Porque no final o que alma busca é o movimento das águas, o derramar das cachoeiras, as correntezas dos rios, o quebrar das ondas....as tempestades! A alma fica entediada quando águas estão paradas...morta, nada vive em um ambiente assim."

Nenhum comentário:

Postar um comentário