segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Desabafo

Muitas nuvens cobriram o céu essa noite
E cobriram também meu coraçao
Tanto que não pude ver as estrelas
E nem mesmo a luz que brilhava no meu interior...

Com minha vontade de viver
Adentro esta escuridão
Supero a dor deste anoitecer
E encontrarei minha estrela

Porque não há dor capaz de suportar
Um coração totalmente entregue a doçura de si mesmo
O lugar da minha maior batalha....
É onde vencerei a mim.

Sigamos com os olhos abertos
Pois a guerra é longa
O ser já foi gerado
Mas quando será nosso nascimento?


Agora. Passo a vislumbrar um novo horizonte
No distorcido e disforme mundo meu.
Sem culpa nem medo
Apenas o silêncio me persegue.

By Elisa e Zé

Um comentário:

  1. Surgiu a idéia de CRIAR no coletivo, então fizemos um poema onde cada poeta compôs uma estrofe esse foi o resultado...outros virão!

    ResponderExcluir